A tecnologia é maravilhosa mas você sabia que ela também tem suas suas consequências ruins para algumas profissões?

Se não sabia e nem imaginava, veja as profissões que deixaram de existir por causa da tecnologia. Esse é o preço do progresso tecnológico que começou na Revolução Industrial e criou o movimento dos luditas. Algumas dessas profissões dependendo de sua idade, você não deve nunca ter ouvido falar.

Leitor de fábrica

Leitor de fábrica
Se você é um daqueles que não dispensa um fone de ouvido para ouvir suas músicas, podcast e até audio livro para passar o tempo no trabalho e até no transporte, com certeza ficaria sem chão se parasse para imaginar que nem sempre foi assim. Os primeiros trabalhadores na revolução industrial não possuíam esses gadgets mas sem por isso deixavam de se intreter. Eles contratavam os leitores de fábrica, que eram profissionais que vendiam seus serviços aos quais consistiam em ler livros nas fábricas para vários trabalhadores, que passavam muitas vezes o tempo na fábrica só som da leitura desses profissionais.

Pista de boliche

Pista de boliche
Se você já foi a uma pista de boliche já deve ter percebido que a cada jogada existe um sistema que organiza novamente todos os pinos. Mas nem sempre foi assim. Quando a versão do Boliche que conhecemos hoje foi criada em 1875 nos Estados Unidos, existia uma equipe para cada pista (Normalmente formada por meninos) que eram responsáveis por recolocar todos os 10 pinos em seu devido lugar a cada jogada.

Knocker upper

Knocker upper
Você consegue acreditar que despertar com um relógio despertador, celular ou mesmo telefône nem sempre foi assim? No início da industrialização os trabalhadores tinham como única opção o Knocker upper, um serviço de despertador humano que consistia da visita de um profissional a sua casa com algumas opções para fazer barulho em sua janela a fim de despertar o cliente.

Ouvinte de aeronaves inimigas

Ouvinte de aeronaves inimigas
Profissões como essa até parecem que nunca existiram não é mesmo? Na verdade o ouvinte de aeronaves inimigas foi o pai dos radares na primeira guerra Mundial. Consistia de verdadeiros aparelhos de surdez em tamanho gigante. Sua função era de detectar aeronaves inimigas pelo som de seus motores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.