Professora da PUC ironiza passageiro de avião e vira piada no Facebook 6

Professora da PUC ironiza passageiro de avião e vira piada no Facebook

Depois do episódio envolvendo a professora de letras da PUC Rosa Marina Meyer, não me contive, e resolvi fazer esse post.

A Professora Rosa Marina Meyer é um excelente exemplo da discriminação velada que existe sobre a ascensão da classe C a serviços, ou propriedades antes apenas tangíveis pelos mais abastados. O status sempre permeou o nosso Ego, criando padrões que usamos para criar posição de superioridade a uma parcela da sociedade.

Alguns anos atrás (mais ou menos na década de noventa), o celular era utilizando como esse simbolo de status. Isso inconscientemente ou não era usado como uma armadilha egóica para nos colocar sempre em uma situação superior. A sociedade também fez isso com o carro e a possibilidade de locomoção por vias aéreas.

Com a conquista da classe C a um outro padrão de consumo, e os financiamentos favorecendo o acesso ao mercado automobilistico e aéreo, afloraram-se as distorções de Ego em que alguns mantiam seus padrões de vida. Daí surgiram aberrações como a do Jornalista Luís Carlos Prates, que mostra em rede de televisão o seu descontentamento com a ascensão da classe C a certos bens de consumo como o carro. Boris Casoi também foi vítima de seu Ego, a tecer comentário pejorativos a garis que o saldaram no Natal de 2011, esse ai alimenta seu Ego baseado na sua formação acadêmica.

Muitos de nos caímos nas ciladas de nosso Ego, e quanto maior ele for, mais temos que alimenta-lo para suprimos nossas necessidades de estarmos em posição superior.

Professora da PUC ironiza passageiro de avião e vira piada no Facebook

Assim o fez a infeliz professora da PUC Rosa Marina Meyer, ao ousar bater foto de um estranho em um café de aeroporto e disponibilizar sua imagem com o único intuito de denegri-la para os “amigos” que estão na mesma frequência de Ego. As palavras são duras, e o preconceito e visível a cada novo comentário que tecia a respeito de seu parceiro de viagem. Suas desculpas não consertaram o vaso quebrado, assim como ficaram óbvias que foram feitas na intensão de sessar ou minimizar o desconforto de sua exposição negativa na mídia.

E de admirar que uma professora de letras de uma tão renomada instituição de ensino não tenha noção do peso das palavras. Por isso pense muito bem antes de falar, pois as palavras que proferimos são o espelho da alma. E no caso de Rosa Marina Meyer, diga-se de passagem, uma alma muito medíocre e mesquinha.

Nada mais natural em um país tropical, onde estamos chegando a casa dos 45 graus de temperatura, que usemos trajes mais despojados. Imagine o que ela diria de Cristo se depara-se com ele circulando por aqueles corredores do Santos Dumont, de pés descalços e com seus alfarrábios.

Tem estado tão quente mais tão quente, que a instituição dos correios mudaram seus uniformes mais de acordo com os padrões tropicais. Até mesmo os advogados do auto de suas becas, tem reivindicado mudanças para trajes mais amenos para a OAB.

Esse episódio me remeteu a um vídeo exatamente sobre a campanha sobre o racismo, vale a pena conferir.

Professora da PUC ironiza passageiro de avião e vira piada no Facebook

Acredito que a vítima desse nefasto episódio deva reivindicar pelo uso indevido de sua imagem e os danos morais causados por essa exposição. Só assim, seremos capazes de darmos limite ao nosso Ego. E sinto por esse nosso companheiro ter viajado ao lado de uma pessoa tão desprezível.

Para refletir:

Se você acha que é mais espiritual andar de bicicleta ou usar transporte público para se locomover, tudo bem, mas se você julgar qualquer outra pessoa que dirige um carro, então você está preso em uma armadilha do ego.

Se você acha que é mais “espiritual” não ver televisão porque mexe com o seu cérebro, tudo bem, mas se julgar aqueles que ainda assistem, então você está preso em uma armadilha do ego.

Se você acha que é mais “espiritual” evitar saber de fofocas ou noticias da mídia , mas se encontra julgando aqueles que leem essas coisas, então você está preso em uma armadilha do ego.

Se você acha que é mais “espiritual” fazer Yoga, se tornar vegano, comprar só comidas orgânicas, comprar cristais, praticar reiki, meditar, usar roupas “hippies”, visitar templos e ler livros sobre iluminação espiritual, mas julgar qualquer pessoa que não faça isso, então você está preso em uma armadilha do ego.

Sempre esteja consciente ao se sentir superior. A noção de que você é superior é a maior indicação de que você está em uma armadilha egóica. O ego adora entrar pela porta de trás. Ele vai pegar uma ideia nobre, como começar yoga e, então, distorce-la para servir o seu objetivo ao fazer você se sentir superior aos outros; você começará a menosprezar aqueles que não estão seguindo o seu “caminho espiritual certo”.

Superioridade, julgamento e condenação. Essas são armadilhas do ego.

Mooji

6 thoughts on “Professora da PUC ironiza passageiro de avião e vira piada no Facebook

  1. Reply Andrews fev 9,2014 01:09

    Rosa Marina de Brito Meyer

    Foto Rosa Marina de Brito Meyer hoje desenvolve sua carreira em duas vertentes: (a) a do Interculturalismo aplicado à descrição e ao ensino/aprendizagem do Português como Segunda Língua (PL2 / PLE) e (b) a da Educação Internacional. Na área do Português como Segunda Língua, é Professora Associada do programa de pós-graduação Stricto Sensu (mestrado e doutorado) em Estudos da Linguagem do Departamento de Letras da PUC-Rio, desenvolvendo o projeto Descrição do português do Brasil como segunda língua para estrangeiros . Orientou mais de 50 pesquisas pós-doutorais, teses de doutorado e dissertações de mestrado. Mais recente publicação neste campo: O Pretérito Perfeito Composto no Português para Estrangeiros: fronteiras com outras línguas , organizado em parceria com Adriana Albuquerque. Na área da Educação Internacional, atua como Coordenadora Central (cargo equivalente a uma Pró-Reitoria) de Cooperação Internacional na PUC-Rio. É responsável pelo escritório internacional da universidade; gerencia o programa de intercâmbios internacionais, que movimenta mais de 2.000 estudantes/ano; representa a universidade em várias associações da área, entre elas, FAUBAI, AIEA, EAIE, FoEA e NAFSA; é membro do conselho do Forum on Education Abroad e do GE4 International Advisory Board. Suas mais recentes publicações neste campo são a organização do livro intitulado Internationalization and Academic Quality Enhacement: 20th Anniversary of PUC-Rio´s International Office , sendo autora do capítulo PUC-Rio´s International Office 20th Anniversary: a celebration of great accomplishments achieved with hard work and a lot of fun . Formação: Graduação em Licenciatura em Letras (PUC-Rio,1973), Mestrado em Letras (PUC-Rio, 1980) e Doutorado em Letras (PUC-Rio,1991). Pesquisa pós-doutoral em Estudos de Cruzamento de Culturas Aplicados às Segundas Línguas (University of Alberta, Canadá, 2000-2001). ::::::::::::::Rosa Marina de Brito Meyer has developed her academic career in two fields: (a) Cross-Cultural studies applied to the description and teaching/learning of Portuguese as a Second Language (PSL/PFL) and (b) International Education. In the area of Portuguese as a Second Language, she holds the position of Associate Professor at the Portuguese Language and Linguistic graduate program (master and doctorate) at PUC-Rio s Letters Department and is responsible for the research project entitled Description of the Brazilian Portuguese as a second language . She advised over 50 post-doctoral researches, doctorate dissertations and master thesis. The most recent publication in this field: O Pretérito Perfeito Composto no Português para Estrangeiros: fronteiras com outras línguas , (The Complex Past Perfect Tense in Portuguese as a Second Language: borders with other languages), edited together with Adriana Albuquerque. In the International Education field, she holds the position of PUC-Rio´s Associate Vice-President for Academic Affairs in charge of International Cooperation. She is responsible for the university international office; manages the international exchange programs, which deals with more than 2,000 students/year; represents the university in diverse associations of International Education such as: FAUBAI, AIEA, EAIE, FoEA and NAFSA; is a member of the Forum on Education Abroad board and of the GE4 International Advisory Board. Her most recent publication in this area are the edition of the book entitled Internationalization and Academic Quality Enhancement: 20th Anniversary of PUC-Rio s International Office and as an author the chapter PUC-Rio´s International Office 20th Anniversary: a celebration of great accomplishments achieved with hard work and a lot of fun Academic education: Ba. and Teaching in Portuguese and Literature (PUC-Rio, 1973), M.A. in Portuguese (PUC-Rio, 1980) and PhD. In Linguistics Applied to Portuguese (PUC-Rio, 1991). Post-doctoral research in Cross-Cultural Studies Applied to Second Languages (University of Alberta, Canada).
    Certificado pelo autor em 19/11/2013

  2. Reply Rogério de Sá Ferreira fev 10,2014 18:10

    O maior azar dela foi fazer piadinha com um advogado que estava em trajes de verão. Agora vai pagar uma indenização pela piadinha e com possibilidades de “respingar” nos demais professores.
    Espero que a sentença seja bem pesada, bem amarga e bem espinhosa.
    Que sirva de lição para todos. Ninguém tem o direito de ridicularizar quem quer que seja. O bom exemplo vem da escola, e é o professor que “maneja” a boa educação. JUSTIÇA SEJA FEITA.

  3. Reply Paulo Lima fev 11,2014 13:16

    Um currículo tão extenso, para uma mentalidade tão estreita e tacanha…

  4. Reply Alg fev 11,2014 16:09

    Srs. Esta e a realidade dos “educadores” de nosso pais. Pessoas sem equilibrio, descompensadas. Como julgar alguem que ande de chinelo e bermuda no Rio de Janeiro. Neste estado todos o fazem, duvida que a exceletissima professora nunca o fez. Estar em um aeroporto hoje nao e glamour em lugar nenhum do mundo. Eu ja estive em Dubai, Qatar, Simgapura entre outros paises, e pude ver as pessoas mais diferentes, em trajes nem sempre corretos, Indianos quase nus, limpando os pes na pia, chineses que comem de boca aberta, e tantas outras coisas que pertencem as culturas de cada um.
    O que vou dizer a um turista que chegara em meu pais ver a copa, certamente de chinelo, bermuda e bone, como os Europeus e Americanos, ou em outros trajes tipicos, que o glamour acabou? Uma pessoa como essa tem de se embebedar em cultura mundial antes de fazer tal comentario.
    E deploravel, por isso continuamos um pais sem educacao e cultura, cheio de burguesinho hipocrita.

  5. Reply Longchamp Pliage Large ago 9,2014 21:58

    Very good web site! I truly love how it is simple on my eyes and the data are properly written. I am wondering how I may be notified whenever a new post has been made. I have subscribed to your RSS which must do the trick! Have a great day!

Leave a Reply