Loucura ou coragem? Jovens brincam com a vida!

Loucura ou coragem? Jovens brincam com a vida

Loucura ou coragem? E difícil até de responder, mas fica mais uma dúvida. O que leva um anencéfalo a fazer uma estupidez dessas? Um salto no escuro, pois não existe nenhum aparato caso algo de errado. Se ele não consegue atingir a neve, com certeza já estaria todo quebrado.

O jovem é assim mesmo, faz as coisas sem pensar e depois acaba pagando alto o preço de uma aventura. É por isso que se costuma dizer “Os anos ensinam muitas coisas que os dias desconhecem”. A necessidade de se afirmar e criar sua identidade na sociedade são um dos aspectos propulsores para tantas aventuras inconsequentes.

Todas as ações que realizamos ao longo de nossas vidas irão trazer consequências, e com um pouquinho de sorte, muito dessas consequências irão passar despercebidas como essa do vídeo abaixo. Mas o grande problema é que nem sempre é assim, é nessa hora que uma cabeça amadurecida pode ser sinônimo de manutenção de sua integridade física e saúde.

Maria Angela Silveira Paulilo, doutora em Serviço Social-PUC-SP faz uma reflexão teórica muito interessante sobre essa nossa faze da vida em JOVENS, DROGAS, RISCO E VULNERABILIDADE: APROXIMAÇÕES TEÓRICAS.

Maria Angela tem um teoria muito interessante quando diz:

“Os ritos de passagem tradicionais exigem uma herança a ser legada pelo grupo dos mais velhos que, ao organizarem a cerimônia, transmitem uma linha de orientação, um saber sobre o passado que se projeta para o futuro. As sociedades atuais, entretanto, ao instaurarem uma permanência do provisório, tornam apropriada a afirmação de René Chair: a herança está sem testamento para cada geração (apud Le Breton, 1991, p. 102)…”

Talvez alguns dirão:

– Você já foi jovem e teve a sua oportunidade de errar, ou acha que nunca errou?

Com certeza, já fiz muito loucura nessa vida. E por isso mesmo, vejo quanto besteira já fiz, e se me fosse dado uma nova oportunidade de voltar atrás não faria de novo. Algumas de nossas besteiras, jamais poderão ser corrigidas. E esse é o maior dos problemas, e um preço alto a se pagar. Se esse jovem do vídeo erra o salto e cai no chão e fratura entre a terceira e sétima vértebra, sua vida nunca mais iria ser a mesma, isso caso ele não morre-se.

Loucura ou coragem?

Será que vale o preço? Acho que essa pergunta deve ser feita aos jovens que ousaram outras tantas loucuras e não tiveram tanta sorte.

O prenúncio de que as coisas podem sair como não imaginamos

Jovens que não tiveram a mesma sorte:

20 jovens ficam paraplégicos em mergulhos na praia

O drama do lutador que ficou paraplégico após um nocaute no MMA

JOVEM ‘SURFA’ no trem cargueiro, cai e morre mutilado

Motoqueiro fica mutilado e expõe órgão vital após forte colisão no Centro de Sousa

e etc, etc, etc …

Leave a Reply